• Clínica Leprevost

Contraceptivos hormonais e ovários policísticos.

Uma paciente chega no consultório com um diagnóstico de ovários policísticos. Traz nas mãos um ultrassom e no corpo os sinais de uma quadro muito mais complexo do que ovários com múltiplos pequenos cistos: Acne, pele oleosa, sobrepeso, irregularidade menstrual. Mas o ginecologista que a atendeu disse que o importante é tratar os ovários policísticos e a única forma de fazer isso é com anticoncepcionais. Mas será mesmo? E se o problema for a obesidade ou uma resistência periférica à insulina ou uma combinação das duas? E se houver uma forma não clássica ou uma hiperplasia congênita da supra-renal tardia? Ou um tumor na mesma supra-renal? Ou uma síndrome de Cushing, ou hiperprolactinemia ou um tumor hipotalâmico? E que tal um hipotireoidismo? São muitos os fatores que interferem no eixo hipotálamo-hipófise-ovário, tais como os fatores hipotalâmicos liberadores ou inibidores dos hormônios hipofisários, neurotransmissores, as enzimas (citocromos) que participam de todas as etapas da formação dos esteroides sexuais, fatores de crescimento, o SHBG produzido no fígado, estresse físico e emocional, etc, etc. etc. Alguns desses fatores citados, como a resistência à insulina, podem um dia levar a paciente à graves complicações ou até ao óbito por doenças cardiovasculares e o diabetes, por exemplo. Contraceptivos não irão tratar nem evitar nenhuma dessas condições, podendo no máximo, mascarar o quadro, na medida em que encobrem os sintomas da pele e a irregularidade menstrual. E o mais grave: podem aumentar a resistência insulínica,

E a minha pergunta é: Seria responsável e ético o profissional se limitar ao diagnóstico de ovários policísticos (criar um rótulo para a paciente) e "tratar" apenas bloquean

do o eixo hormonal com contraceptivos????

12 visualizações

Rua Comendador Araújo, 323 - conj 113 - Batel, Curitiba - PR, 80420-000  -  

Fones: 041-3015-5212 e 31496566. Whatsapp 041 99915-5156

Avenida Gabriel De Lara, 750 -  João Gualberto, Paranaguá  - PR. 83230-550  - 

Fone: 041-34227419.  Whatsapp 041 98803-1273